Sobre obrigatoriedades não obrigatórias

Um dos problemas quando você está próximo de concluir o ensino médio está associado ao fato de que somos (de certa forma) obrigados a escolher uma faculdade, ou uma carreira. Isso é um problema? Não, mas a dificuldade vem quando você é pressionado por familiares, professores ou amigos a escolher algo, como se fosse realmente obrigatório você ter que fazer uma faculdade no ano seguinte, só pra talvez não parecer um zé ninguém. 

Ai, o ser humano da história acaba escolhendo algo que não gosta, que não está nem um pouco afim de fazer, mas faz para agradar os pais (o que é normalmente o que acontece). Isso pode ser um pouco chato, tanto para aqueles que não tem uma renda muito boa e ficam pulando de curso em curso, quanto pra aqueles que talvez já saibam o que querem mas por influência dos pais acabam não estudando o que queriam.
Talvez a vida não seja feita de querências, ok, mas é por isso que atualmente temos profissionais um pouco insatisfeitos com suas profissões. Pessoas frustradas que queriam seguir uma carreira e foram impedidos, por frases como “isso não dá dinheiro”, “isso já tem muita gente que faz”, “não tem mercado aqui em Tubarão pra isso”.
Só lhes digo uma coisa : se quer, vai atrás. Não deixa ninguém (nem mesmo seus pais) decidirem o seu futuro, por que afinal de contas, ele é seu. Se você assim como eu é daqui de Tubarão e já ouviu muito “mas aqui em Tubarão não tem ninguém que trabalhe com isso” ÓTIMO, ai está uma oportunidade de inovar no mercado da região e ganhar dinheiro com algo que ninguém ainda fez. Mas se você também já ouviu muito “mas isso tem muita gente que já faz”, lembre-se que existem muitas áreas que quanto maior o número de profissionais melhor (como por exemplo a área de saúde), mas se você optar por um curso que já tem muita gente atuando também lembre-se que alguns profissionais recebem muitos clientes pela sua qualidade, isso é o caso dos dentistas por exemplo.

Mensagem final aos pais e professores, não impeçam seus alunos/filhos de exercerem algo que gostam, graças a deus sempre tive pais e professores que me ensinassem os dois caminhos, mas sempre davam preferência ao “faça o que te faz feliz”, e como já diria Confúcio “Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida”

Você também vai gostar de:

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *