Por que fins são necessários

Para dar inicio a outros começos.

Vamos partir do princípio de que: se acabou, acabou. Lacrou, fechou, encerrou, todo e qualquer sinônimo que possa ser encontrado para “terminou”, não adianta ficar ai chorando as pitangas e se questionando de um por quê que não deu certo, te dou uma resposta direta e simples: não era pra ser. Algumas coisas não encerram seus ciclos simplesmente por que chegou a hora, talvez a quebra deste pode ser o início de outro, e assim por diante, é óbvio que é muito fácil se lamentar e querer voltar atrás, mas tudo tem sua razão que só descobrimos mais tarde. É necessário desapegar de sentimentos e momentos do passado, para dar espaço a novos, uma hora todo HD enche e é preciso excluir alguns arquivos pra dar lugar a novos né?
Sei que funciona basicamente como aquela música que tem no seu celular que você não exclui por pena, mas pense que isso só faz com que ocupe memória, e assim são as pessoas, seja no quesito amizade ou relacionamento. Se você não termina por pena, não está prejudicando ao outro e sim a ti mesmo, mas eu entendo, sei como são as mulheres, se apegam a sentimentos iniciais e a partir disso ficam esperando que os meios sejam iguais os começos. Um segredo: eles não vão ser iguais. Ou as coisas se iniciam de um jeito e ao longo do trajeto continuam a caminhar igual, ou se no meio do percurso tudo já mudou desapega colega. E como diz uma das minhas escritoras favoritas “Leve para a vida: você pede uma, duas, três vezes… Na quarta é hora de tomar uma atitude”
Não sou a melhor pessoa pra falar sobre isso devido a um belíssimo fato de que me lamentei durante umas 3 semanas da última vez que isso aconteceu, mas uma hora a gente cai na real de que tem que abrir as portas para novas pessoas entrarem e iluminarem sua vida, criarem novas histórias, e por aí vai. Claro, vamos guardar todo o sentimento bom e os momentos num lugarzinho do coração, lembrar das pessoas que passaram na nossa vida com um sorriso no rosto, apesar de ás vezes elas passarem, marcarem e saírem da sua vida, sempre deixam algo de aprendizado pra gente como por exemplo uma atitude errada que você tem, pessoas que não te somam e você não vê e por aí vai.
E que assim seja, que venham novas pessoas, novos amores, novas amizades, novos momentos bons e ruins, por que tudo nessa vida é necessário e passageiro, até mesmo as coisas ruins. Que eu voe muito alto e que uma hora dê com a cara no chão pra aprender a me portar perante determinadas coisas, mas que jamais, em hipótese alguma, eu volte a me prender a sentimentos que já aconteceram e que não me pertencem mais, ou que simplesmente sei que não vão me trazer benefício algum a não ser lágrimas e porquês. E a partir disso, desejo-me lembrar de todas as coisas boas que já me aconteceram, todas as histórias criadas, os momentos bons, mas que no fim não passem de lembranças e não uma tentativa de trazer o passado de volta ao presente.

Você também vai gostar de:

Nenhum comentário

  1. A vida é uma jornada, mas parecida com uma montanha-russa cheia de maneiras de te deixar de cabeça pra baixo, fazer você sumir e descer e sofrer com a adrenalina e com a correria. Novos começos são maravilhosos. Parabéns pelo seu blog e pelo texto lindo. Continue sendo recebendo ajuda das palavras elas podem ser nossas piores inimigas as vezes, entretanto são boas amigas também.Esse é o meu blog de textos se quiser fuxicar lá 🙂 receber elogios e ser ajudada é sempre bom…http://comosobreviveravidadegarota.blogspot.com.br/?m=1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *