EU ODEIO SEXO!

Todos nós na horas decisões temos o famoso anjo e o diabo em cada lado do corpo, um nos dizendo vai, se joga menina, vai sem medo! e outro lhe avisando dos perigos que podem ocorrer por conta de decidir errado. No meu caso, no lado esquerdo há a Izabela de 60 anos e no direito a de 18. Quando o assunto é sexo uma delas fala que isso é totalmente desnecessário e a outra grita por isso. Mas no fundo quem domina mais sobre mim é a Izabela de 60 anos, a velha chata que não se entrega pra ninguém e que morre de medo de algo dar errado (você sabe). Não tenho vergonha alguma de discutir isso com as pessoas, muito pelo contrário, isso entra naqueles momentos em que você faz um debate com seus amigos para saber das opiniões que cada um possui. Eis que venho me explicar por que tenho desgosto da coisa.

Convivo com muitas pessoas que possuem uma relação sexual extramente ativa, não os julgo, sempre digo que cada um sabe das decisões que toma, se quer fazer faça, por que não é com meu corpo. Mas quando a tiazona aqui abre a boca pra dizer não gosto de sexo todo mundo sempre se espanta. Ter uma relação com alguém talvez pra algumas pessoas é sinônimo de amor, de se entregar pra quem você realmente ama e quer compartilhar do momento, já pra outras é hobby, não faz diferença alguma. Eu me encaixo naquelas caretonas, óbvio que não estou no aguardo do príncipe encantado que vá ser o meu primeiro na cama e seja o meu último, com certeza isso nunca iria acontecer.

Eu me encaixo naquela minoria que prefere viajar sabe? Existem tantas coisas prazerosas da vida como uma viagem, uma festa com amigos, uma fogueira e um violão, uma boa música da Gadú, coisas que realmente te preenchem de alguma forma e te trazem boas lembranças para contar as pessoas, e olha que são coisas que você realmente pode dividir com seus amigos que são as suas histórias. Não que histórias sexuais não possam ser divididas mas, é algo muito pessoal né?

Sempre digo que isso não me faz falta, e realmente não faz, já ouvi pessoas dizerem que precisam disso para ser ou estar feliz e eu sempre fico meio tipo oi? Cadê a felicidade com as pequenas coisas da vida? Cadê as boas experiências com seus amigos ou família?

Decidi que isso ficaria por último em todos os meus planos, ser feliz e rir me consome demais para estar horas trancada dentro de um quarto com qualquer pessoa para um ato que por descuido pode deixar de ser prazeroso. Suponhamos que fique cerca de 4 horas nesta atividade, imagina o quanto eu não poderia estar rindo ou aprontando loucuras nessas horas? De longe esta é a maior das minhas preocupações, as bobagens a gente sempre fala é claro, mas já ouviu dizer que cão que ladra não morde? Me desculpe se isso parecer velhice demais, mas prefiro um carinho, um beijo, um chamego, um estou com saudade do que me entregar para qualquer pessoa.

Para você que não entendeu nada de por que to explicando isso é só ver meu último vídeo do Youtube!

Facebook Instagram Twitter Youtube

Você também vai gostar de:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *