2016 VAMOS CONVERSAR?

Acho tão sem noção quando as pessoas chegam no fim de cada ano e começam a reclamar de tudo que passaram nele, teve tanta merda acontecendo, teve tanta decepção, teve tanta lágrima, teve tanta destruição… Mas meu povo, o que é um arco íris lindo sem ter uma gigantesca tempestade antes?

Vou começar por mim, esse ano aconteceu tanta coisa meio pru comigo. Juro pra vocês, umas paradas que eu nunca imaginei, ter canal, o blog crescer, conhecer quem conheci, beijar quem beijei, me decepcionar com quem me decepcionei. Sim, claro, o ano não foi feito de rosas e foi as mil maravilhas, mas do que adianta reclamar? Eu tenho certeza que 2017 vai ter mais muita coisa errada pra acontecer comigo, a gente sempre pula as benditas 7 ondas e espera “por favor, muito amor, muita paz, menos gente falsa, mais dinheiro, mais isso mais aquilo” mas afinal o que é que a gente faz pra que 365 dias tenham tudo isso?

A gente realmente corre atrás da felicidade? a gente realmente se orgulha das pequenas coisas que nos são oferecidas todos os dias? a gente agradece cada oportunidade e agarra elas com unhas e dentes? A gente sorri pra vida mesmo que ela esteja te dando um tapa na cara? 

Vocês me conhecem, sabem que sou a pessoa que mais tenta pensar positivo sempre, acredito que pensamentos positivos atraiam coisas e pessoas positivas pra sua volta, e por fim que te atraiam boas experiências também.

Esse ano eu conheci tanta gente nova, tanta gente nova que veio e está aqui mas que também já deu seu lugar a outras. Conheci gente que já conhecia e que também já partiu e abriu alas pra mais pessoas voltarem ou se aprochegarem de mim. Eu vivi tanta coisa que jamais imaginava, crescer no blog, o canal chegar aonde está, me esforçar em aprender tanta coisa da minha área de paixão, me aventurar no que eu queria fazer, e sabe o que é melhor disso tudo? Não me arrependo.

Portanto sim, eu agradeço por qualquer merda, qualquer lágrima que derramei e qualquer sorriso que esbanjei por ai nesse ano. Como cada um dos outros 18 anos esse foi mais um que aprendi com os erros e acertos, no fim, não descartaria nenhuma das vivências por que elas são necessárias pra construir meu ser interior. Eu espero que 2017 aconteça muito mais coisas, boas, ruins, venha o que tiver de vir que estou de peito aberto ou pra abraçar ou pra transformar em algo bom!

Por que claro né galera, se a vida te der limões põe vodka, gelo, açúcar e faça uma caipira! 

Facebook Instagram Twitter Youtube

Você também vai gostar de:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *