Série: Fuller House

Full house foi uma série dos anos 80/90 mais conhecida aqui no país tupiniquim como Três é demais ou Que família! do gênero comédia criada por Jeff Franklin. A série teve início em 1987 e foi até 1995 contando com 8 temporadas, e é claro que nessa época meus pais nem pensavam em me ter ainda, no entanto, desde fevereiro de 2013 a maio de 2014 a rede de televisão SBT reprisou vários episódios e eu pude assistir a essa série. 

A série mostra Danny Tanner, que depois da morte de sua esposa, convoca seu melhor amigo Joey e seu cunhado Jesse para ajudá-lo a cuidar de suas três filhas, Stephanie, DJ e Michelle. Mas por que raios você está contando isso Izabela? Bom, a partir dessa minha experiência assistindo a série e ter gostado muito e ter dado boas gargalhadas, a Netflix lançou no mês de fevereiro um spin-off chamado Fuller House.
A série agora se passa 29 anos depois com DJ, Stephanie e Kimmy. Após DJ perder seu marido a sua irmã Stephanie e sua melhora amiga Kimmy se mudam para a antiga casa dos Tanner para ajudar DJ a cuidar de seus 3 filhos. E sabe o que mais me impressiona? É que os personagens são todos da série original, com exceção das irmãs Olsen que faziam a Michelle e isso com certeza foi o mais decepcionante pra mim, por que a minha favorita era logo elas.


Se não me engano a Netflix lançou ela dia 26 de fevereiro e no momento em que vi que haviam lançado comecei a ver e já terminei (isso deu uns 3 dias só pra vocês terem noção) e estou muito ansiosa para a segunda temporada. O que eu acho mais legal da série é que em determinados momentos eles mostram cenas de Full House e fazem referências a própria Michelle, que agora é estilista (função na qual as irmãs Olsen realmente ocupam hoje em dia).

Isso dá brecha para que eu conte a vocês que a nossa ou minha querida Michelle Tanner não retornará a série, devido ao fato de que Ashley e Mary-Kate Olsen não se consideram mais “atrizes” Bob Boyett, contou em entrevista ao site da “People” o real motivo pelo qual elas não integrarão o elenco. “Ashley contou que a última vez em que atuou foi aos 17 anos e não se sente mais confortável trabalhando como atriz. Já Mary-Kate disse que o timing era muito ruim.”
Vale a pena ver? Com toda certeza do mundo! Se você curte séries com episódios curtos vai gostar pois Full House só tem 25 minutos, no máximo 30 no primeiro e último episódio. E se você também gosta de séries engraçadas vai gostar.
Minha opinião: Apenas quero que a Netflix envie os próximos episódios na semana que vem! (mentira, eles só vão lançar no ano que vem todos chora) pois dei boas risadas e relembrei de alguns episódios da série antiga. E se você não viu a original conseguirá entender o enredo atual sem problema algum.

  Eu amei muito e espero que a segunda seja tão boa quanto a primeira! E vocês meu povo, já assistiram? Curtiram? Ou tá na listinha de “quero ver”? Me contem nos comentários! 

Continue Reading